Dica para sacoleiros modernos em Nova York

Lembro-me quando o Paraguai virou febre no Brasil lá pela época dos anos 90. Época de Collor, de copa do mundo, de reserva de mercado e outras coisas mais. O povo pegava um ônibus, saía de São Paulo para ir a Cuidad del Este (que nadie hay de ciudad, pero si de infierno) comprar tudo que é bugiganga; desde coisinhas plásticas até vídeos-cassete e outras tralhas eletrônicas, quando não armas e munições.

O tempo passou e o país vizinho não é mais o mesmo. Pelo menos não é mais o mesmo para mim. Estive uma vez nessa época e algumas outras vezes, quinze anos depois. Mudou muito (exceto pelo lixo e pela invasão asiática) e nenhum atrativo, fossem produtos, fosse passeio.

Pelo que conta a mídia, o sacoleiro mudou de destino. Deixou a Ponte da Amizade para fazer outra ponte, mais para o norte. Lá, nos EUA, o brasileiro gasta rios de dinheiro comprando o que pode (e muitas vezes o que não pode) devido as diferenças abissais de preço e qualidade com o mercado nacional. Tanto é verdade que agora o governo americano olha com um carinho enorme os turistas brasileiros (leia-se, sacoleiros) e promete flexibilizar a emissão de visto de turista de olho nos dólares que eles carregam. O que o dinheiro não faz?

Não importa. A questão toda é que, sacoleiro que é sacoleiro, leva malas onde é possível carregar um, senão dois corpos dentro. Mas como Nova York é uma cidade um pouco mais complicada para andar que Ciudad del Este, precisa-se deixar as grandes malas, (ou pequenos containers), em algum lugar a fim de bater perna.

Passei por isso quando estive em NY no ano passado: Estava em um hotel em Jersey City, iria pegar o avião no aeroporto de La Guardia (que fica do outro lado e longe pacas) e no meio do caminho precisava passar em Manhattan para atender uma encomenda de um irmão. Mesmo com minha poderosa mochila que salva qualquer pátria, seria uma tarefa cansativa. Então vem a pergunta: onde existe um “locker” para deixar a bendita nesse meio tempo?

Depois do 11 de setembro a idéia de achar um locker em Nova York parece meio bizarra. Americano é desconfiado para tudo e com toda certeza deixar algo em algum lugar na cidade onde aconteceram os atentados é tarefa hercúlea e até mesmo perigosa. Mas existe a Internet! Depois Alguns cliques e pesquisas já encontrava um lugar que atendia minhas necessidades e extremamente cômodo pela localização.

Chama-se Schwartz Travel, uma bimboquinha perto da Penn Station, mas que também possui outros dois endereços na ilha, onde você pode deixar suas malas, cheias ou vazias, pelo tempo que precisar. Decerto não uma, mas duas mãos na roda para os sacoleiros.

Mas não espere encontrar um ambiente lindo, maravilhoso e com todo o glamour possível de ser imaginado por estar em NYC. Ao contrário, o Schwartz peca por colocar as salas em prédios decadentes onde é necessário usar elevadores antigos e apertados. No caso da que usei (rua 36 entre 8ª e 9ª avenidas) a sala ficava no segundo andar de um prédio feio pacas servido por um elevador medonho e que tinha somente uma área de 4m² na frente do balcão para você pegar e retirar a mala. Dentro da sala, centenas de malas de todos os tamanhos e uma mocinha que parecia não tomar banho há uma semana e visto Poltergeist quatro vezes seguidas.

Quanto ao preço e o serviço, vale. Paguei US$ 10 por uma mochila cheia e grande (a minha é) por meio dia de descanso para minhas costas. Pelo que pude ver, o valor máximo por dia é de US$ 20/mala, uma pechincha para quem vai realmente andar por Manhattan. Então, se for “muambar” por NYC, coloque este valor no custo.

Fica a dica.

10 Comentários

Adicione o seu

  1. Olaa
    passei 3 dias em NYC e fiz o uso do storage CBH.
    Fica localizado na 43W 46th street entre 5th & 6th av
    Eles cobram 2.5 por mala a hora e 10$ o dia por mala. O lugar ‘e simples e bacana, com acesso ao wifi e eles tb tem servico de taxi e delivery.

  2. Marcio Nascimento

    05/07/2016 — 13:55

    Bom dia Paulino,

    Tudo bem?
    Eu vi seu post sobre compras no EUA e gostaria de uma dica sua se não for lhe incomodar.

    Vou para Orlando e NYC no mês de Fevereiro. Serão 2 adultos e 2 crianças de 8 e 11 anos.

    Sabe dizer o que poderia trazer de lá para levantar um dinheiro por aqui sem correr muitos riscos na alfandega?

    Agradeço de antemão
    Marcio

  3. Sandro melo

    07/11/2015 — 00:24

    Olha soh gente gostei muito dos comentarios e da materia sobre onde deixar as bagagens. Ja estive em new york mais de 20 vezes e sim eh interessante e seguro deixar as malas na Schwartz .porem pra vc viajante q pensa em deixar suas malas la para viajar por outras cidades pertos de new york como por exemplo boston onde sempre vou .eu prefiro com o dinheiro de duas malas por exemplo 20 dolares .eu prefiro alugar um carro e levar meus pertencea comigo. Com certeza muito mais seguro e o alyguel de um carro fica em torno de 25 a 30 dolares por dia .mas se vc esta fazendo akela conexao rapida e quer dar akela escapadinha para a big apple tambem lhe recomendo o luggage storage .vale muito a pena. Um abraco a todos e se divirtam nessa cidade q nunca dorme..vlw

    • Marcio Nascimento

      05/07/2016 — 13:54

      Legal o toque Sandro,

      Saberia indicar um hotel barato e limpo para 2 adultos e 2 crianças em NYC ou arredores por um bom preço por 2 ou 3 dias?

      Grato,
      Marcio

  4. pelo que li no site

    o custo por dia é de $10

    http://schwartztravel.com

    valeu pelo post.

    boa viagem para nós sempre!!!!

  5. Seria possível guardar as malas lá por alguns dias (3 ou 4 dias) enquanto se viaja para outros locais próximos a NY?

  6. Lilian S A Pereira

    10/04/2013 — 16:37

    Boa tarde,

    Estava procurando exatamente por um serviço como esse! A minha dúvida é se esse lugar é mesmo confiável… Eu vou para os EUA fazer compras e na volta faço uma conexão em NY entre o LaGuardia e JK, são 10 horas entre um voo e outro, então gostaria de conhecer algo em NY. O problema maior é que vou estar com as malas e preciso de um local seguro para deixá-las… Uma outra opção seria ir até o JK para guardá-las, mas perderia bastante tempo para fazer isso…

    Obrigada!

    • Paulino Michelazzo

      11/04/2013 — 07:06

      Olá Lilian,

      Se o seu receio são as compras que estarão na mala, não se preocupe. NYC não é o aeroporto de Cumbica e certamente não terá problemas. Claro que não seria legal deixar a mala aberta para todos olharem mas um cadeado resolve.

      Eu deixei minha mala com muitos eletrônicos dentro e muitas compras. Mesmo o lugar aparentando ser “estranho”, é confiável.

      Boa sorte e boa pernada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × cinco =