Categoria: Música

A banda mais bonita da cidade

Para começar bem o dia, o clip da música Oração dos curitibanos da “A Banda Mais Bonita da Cidade”.

Blues novinho com jeito de antigamente

Muita gente não gosta de blues porque tem aquela visão dos negros americanos e seus cânticos religiosos. Blues tem suas raízes nisso mesmo mas não podemos esquecer de Eric Clapton ou ainda B.B.King em suas gitarras infernais que fizeram história e levaram o blues para um patamar muito acima do que simplesmente “cânticos”.

Dias atrás estava assitindo uma de minhas “novelas”, o seriado House M.D. na Universal e as cenas finais de um dos episódios era acompanhada de um belo blues que não conseguia identificar se era algo “das antigas” ou ainda algo do chamado Chicago Blues que não tanto conheço. Procurando na web, algumas pessoas tiveram a mesma curiosidade que eu e acabei descobrindo os pais da criança. Trata-se de uma banda nova nascida na Flórida (quem diria) chamada JJ Grey & Mofro que segue os passos dos grandes do blues e mesmo sendo branquinho seu vocalista, a força de sua voz e o jeito de cantar lembra em muito o antigo blues do delta do Mississipi.

A banda está em turnê nos EUA e poderia ser uma das convidadas para algum destes eventos como Free Jazz Festival (ainda existe isso?). Certamente o público iria adorar.

Quer ouvir? Clique aqui e faça o download da faixa The Swettest Thing do último disco deles. Vale a pena.

Nojeira sem noção

A banda/bloco Olodum já foi inovadora. Em seu começo tinha grandes sucessos que até mesmo eu que sou terminantemente contra os modismos passageiros, gostava de algumas canções e claro, da batida compassada e bem feita que empolgou Michael Jackson e levou a trupe para o estrelato internacional.

De ONG, virou lixo. Há alguns anos não faz bosta nenhuma a não ser música de qualidade duvidosa e agora, neste carnaval sela de vez a má fase quando toca junto com os pseudos-cantores boiolas-emos Restart.

Sempre pensei que certas coisas não tinham como ficar pior mas o anúncio destas duas “bandas” no carnaval prova que não. Por mim, tudo bem, não gosto de carnaval e tampouco vou estar em Salvador para presenciar tal fato obsceno. Mas confesso que fico com dó daqueles que passaram o ano todo esperando pela data para se divertir e mais ainda por aqueles que vem do exterior, gastam os tubos de dinheiro para aportar nas terras de São Salvador e serão brindados com tal apresentação.

Depois não querem que o gringo sai do Brasil pensando que temos só lixo. Tem como?

Achei a dita!

VogueHá algumas semanas perdi todas as minhas músicas no iTunes (história para outro post). Tudo bem, Tinha coisa lá que nem eu imagino mais o que era e vai ser uma busca incansável pela Internet. Algumas, tenho os CDs ou LPs comigo que já estão de volta no player. Coisas como Chris Botti, Yanni, Faithless e Ella Fitzgerald. Outras…

Das que mais gostava perdi toda a série do Max Mix (simplesmente TODA) e também uma que nunca tinha visto o single desde quando trabalhei em rádio no começo da década de 90. Era Vogue de Dorian Gray, um Italo-House daqueles espetaculares (tá bom, Mysterious Art também arregaça!)

Bem, com a Internet é o maior shopping center do mundo, bastava procurar. Óbvio que não foi uma “procura” qualquer pois a música é de 1992 mas… achei perdida em um site de um russo! Sim, achei a safada e também o disco para vender originalíssimo e zerado! Coisas de Internet.

Não entendeu não é? Então clique no play abaixo para entender.

Aproveitando, o site DiscoGS é algo mais que impressionante. Tudo aquilo que você procura de velharia encontra a venda por lá. Vale a pena dar uma sapeada se você ainda tem uma Gradiente D-35 em casa ou quem sabe uma SL1200 :-)

Quiet nights

Diana Krall - Quiet NightsSe Deus fez voz mais linda no Jazz que Diana Krall, certamente guardou para ele e está cantando nos céus neste momento. E neste CD, muita bossa nova e até uma versão “feminina” de Garota de Ipanema que se tornou “The Boy of Ipanema”. Linda de morrer (não é ela, é a voz!).

Pelo amor de meus filhinhos, vai cantar bem assim em qualquer buraco do mundo e também em meu iTunes :-)

Naturalmente, Magnólia

De 1971, uma pérola de J.J Cale, Magnólia

[audio:http://www.michelazzo.info/f/2009/01/magnolia.mp3|titles=Magnólia – J J Cale]

J J Cale

Angelina

Tem gente que nasce iluminada. Vejo muitas vezes as diabices de Ronaldinho e de Daiane e não acredito como uma pessoa é capaz de tais coisas. Da mesma forma, vejo alguns astros de hollywood e me cai o queixo vendo a capacidade de interpretação. Até mesmo na política volta e meia me pego abestado com a cara de pau de alguns. Claro, estes também são iluminados porque para ter a cara de pau de mentir descaradamente e nem ficar vermelho, só com um holofote no rabo.

Ultimamente ando trabalhando tanto que nem para escrever tenho tempo (ou seria inspiração? Acho que ambos). E com isso, fico só dedilhando código e ouvindo música do shopping internet. E nesta semana achei outro destes “iluminados”. Chama-se Michael Lington.

O cara é dinamarquês mas cidadão americano. No meio da baderna, tem uma paixão pelo Brasil, já tocou coisas de Jobim e é chapa do neto, Daniel Jobim. No último trabalho teve uma “ajudinha” de Torcuato Mariano (ele mesmo) e o produtor dos produtores: Greg Phillinganes (que já fez Quincy Jones, Michael Jackson, Chris Botti entre outros).

Acredite, o sax do branquelo é coisa de deixar qualquer um torto. Vale a pena cada segundo de música, mesmo aquelas mais “batidas”. Confesso que não é meu forte mas dentre todas, uma me chamou a atenção: Angelina. Algo para parar e pensar na vida.

Finalmente, o cara, mesmo com tudo isso e tocando sax, ainda tem uma fábrica de cigarros. Dá para acreditar num saxofonista fumante inveterado? Não? Então ouça abaixo.

PS: Será que a Angelina é a Jolie? Vai saber…

O site oficial dele é www.michaellington.com

Inspiradora

Para a madrugada de hard work, uma inspiradora:

After The Rain – Jim Adkins

O cara

Ken NavarroQuem lê com certa regularidade o blog sabe que gosto de boa música. Smooth Jazz, Fusion Jazz e Jazz :-)

Aí ontem, lendo o blog e um cara na Indonésia, vi a notícia de um site interessante recém-lançado: chama-se SoundUnwound, uma ferramenta da Amazon com o site IMDB que faz algo muito legal: esmirilha a vida dos artistas trazendo todos os seus álbuns, biografias, conexão com outros artistas semelheantes, shows, etc, etc, etc. Uma verdadeira jóia para quem quer procurar saber tudo sobre música ou, como eu, encontrar novas.

Numa primeira busca que fiz, estava à caça de algo novo do Peter White. Não deu resultado; tudo o que ele já gravou eu tenho. Mas em compensação encontrei outro tão bom quanto ele: Ken Navarro; um gitarrista nascido em Indiana, EUA que vai pelas mesmas veredas do White; gostoso de se ouvir, tranquilo e muito feliz nas melodias acompanhadas vezes por piano, vezes por baterias, vezes por sax (que aí fica de arrasar).

Então, toca procurar o cara né. No SoundUnwound pega-se a discografia e no “shopping Internet”, os discos. O resultado: uma sexta-feira totalmente dedicada ao Ken em meu iTunes.

Ouça também e aprecie. Clique aqui para ouvir as músicas ou aqui para conhecer o site do cara.

Banda Vega no SESI

CD Novos Tempos - Banda VegaSexta feira agora tem a Banda Vega no SESI da Av. Paulista. Se estiver por lá no horário do almoço (12:00 horas), vale a pena assistir. Som de altíssima qualidade e de graça!