Brasileiro é tão mal acostumado com desmandos que nem se preocupa em ser capacho do “porteiro”, aquele que veste um uniforme qualquer e acredita que por sua posição diferenciada (o uniforme), está acima de qualquer suspeita. É o famoso “você sabe com quem está falando” que inclusive, por ser regra comum, foi também adotado pela população de forma generalizada. Uma lástima. Leia Mais