Idiotas

Categoria(s): Opinião

O Facebook é, sem dúvida, uma ferramenta muito interessante de relação social e que simplesmente funciona. Mas existem problemas e o principal deles chama-se “usuário”.

De meses para cá surgiu uma onda em todo o mundo de “especialistas em Zika Virus”, na mesma velocidade de procriação de mosquitos e via de regra, com os mais aterradores diagnósticos e conclusões possíveis. Alguns dizem que é “grande praga”, outros que o problema de microcefalia é causado pela Monsanto ou pela explosão de Chernobyl (que em 2016 completa 30 anos) e outros ainda que o vírus é alienígena. Escolha a imbecilidade e pegue o número.

Ruim não é o usuário que, na maior parte das vezes, compartilha uma imbecilidade sem checar a veracidade do artigo/matéria/post. Ruim é a “fonte” que, para defender seu ponto de vista, credo, raça, religião, tamanho da bunda ou volume dos peitos, apela para as mais acintosas mentiras que depois serão propagadas como rastilho de pólvora dentro do Facebook.

Exemplo; vi em minha timeline a seguinte “manchete”: CONFIRMADO: MICROCEFALIA NÃO É CAUSADA POR ZIKA VÍRUS MAS POR PULVERIZAÇÃO DE LARVICIDA QUÍMICO

Puta merda! Mesmo não fazendo idéia do que é o tal larvicida (que eu também não faço idéia), qualquer um diante de tal manchete vai correr dele como virgem corre do Kid Bengala. A coisa dá medo já pelo nome! Mas… peraí; como é que confirmaram se ainda estão realizando centenas de pesquisas em dezenas de laboratórios pelo mundo? Minuto que preciso ver isso. Click!

Chego na página do link e começo a procurar as fontes. Como todo bom site merda, o primeiro parágrafo já apela: “Mas por incrível que pareça a ONU e a mídia prostituta continuam ainda a impor goela abaixo a farsa da ligação entre a microcefalia e o zika vírus.” (tadinhas das prostitutas). E tá que procura a fonte e acho: “Dos médicos do Red Universitaria de Ambiente y Salud para o site GM Watch: (documento de origem)” Opa! documento de origem. Vamos ver. Click.

No “documento de origem” aparece o nome de um especialista. Então, vamos ver quem é o especialista: “Dr. Medardo Avila
Vazquez”, argentino (xiii :-p). Pega o nome dele, coloca no Google para procurar no que ele é especialista, além do churrasco e choradeira. Click. Acha o cara com referência a seu nome num site de saúde americano. Click, e lá está o título da matéria: “Are Pesticides, Not Zika to Blame for Birth Defects?” (São os pesticidas, e não o Zika culpados por defeitos de nascença?)

Toca ler o artigo e… bomba!

“Dr. Medardo Ávila Vazquez, a neonatal development specialist at the Universidad de Córdoba who belongs to the group, acknowledged that the group hasn’t done any lab studies or epidemiological research to support its assertions, but it argues that using larvicides may cause human deformities.””

Traduzindo: “Dr. Medardo Ávila Vazquez, especialista em desenvolvimento neonatal na Universidad de Córdoba, que pertence ao grupo, reconheceu que o grupo não fez quaisquer estudos de laboratório ou investigação epidemiológica para apoiar suas afirmações, mas argumenta que o uso de larvicidas pode causar deformidades em humanos”

Puta merda! o cara reconhece que não fez estudos e argumenta que o uso de larvicidas PODE causar deformidades. PORRA, PODE! Ai vem o site merda e diz “CONFIRMADO”. Confirmado por quem, seu retardado demente?

Então, por favor. Não replique notícia merda, de site merda e sobre merda. Procure usar um pouco daquilo que é conhecido como “massa cinzenta”. Você não precisa ser um Einstein mas também não precisa ser a Dilma.

Me poupe e não passe vergonha.