Mês: março 2008

Tolerância zero

Recebo entre 150 e 200 e-mails/dia e não reclamo. É meu trabalho e uso o correio eletrônico como ferramenta no dia-a-dia, principalmente porque telefone para mim é algo totalmente dispensável. Não tenho problema em receber este volume de mensagens e respondê-las, mas ando a cada dia que passa mais chato com algumas e claro, com os autores das mesmas. Uma das últimas pérolas:

Instalei o Allvidos puglins.
Mas so esta exibindo videos do youtube videos local e audios locais, os videos da google videos e yahoo não exibe.
Coloquei as identificação correta.
O que possa estar acontecendo.

Resposta:

Caro xxxxx,
Lendo sua mensagem questiono-me se não estou diante de um Homem de Cro-Magnon ou ainda um Neandertal qualquer pois não consigo compreender qual é o idioma que está usando para tentar comunicação. Vejo alguns resquícios de português mas ainda não tenho certeza se o é.

Caso compreenda minha mensagem, por favor, tente por meio de gestos, sinais ou ainda algum tipo de som explicar o que deseja. Creio ser mais fácil a compreensão.

Grato 

Claro que não precisava descer o pau deste jeito mas estou cansando destes atentados, principalmente quando a maioria das mensagens possuem erros crassos como estes ou piores. Não aceito a desculpa que a pessoa não estudou. Não tenho faculdade, fugi da escola e consigo escrever de forma humanamente correta. Então usar a escola como estudo é muleta.

Já tinha prometido e agora vou levar ao pé da letra, tolerância zero. Morte aos analfabetos safados, aqueles que não querem aprender.

Dói no bolso e na bunda

Não dói?A boa da semana foi a condenação da Furacão 2000 pela justiça do RS. Mais que o valor de quinhentos mil reais, o juíz deu uma lição na vagabundagem e também nos imbecis que adoram os vagabundos. Sim, chamo de vagabundo porque o cara que usa o “tapa” dado na filha de 3 anos como inspiração para fazer uma música, só pode ser um vagabundo (que inclusive deveria agora ser processado por bater em uma criança). Claro que a equipe e todos os envolvidos no “megasucesso” vão recorrer da decisão por entenderem que “um tapinha não dói”, mas penso que se ainda existe um pouco de coerência e hombridade neste país, vão perder no supremo e ter que amargar o prejuízo, quer queiram, quer não.

Entretanto as declarações do MC Naldinho são interessantes e fazem qualquer um pensar no sistema judiciário brasileiro. Como contra-argumento da decisão do juíz, ele diz que sua música foi gravada até mesmo pela Xuxa (grande m****) e que também outras que deveriam estar sendo julgadas e enfiadas no mesmo balaio, como “boquinha na garrafa” (se bem que prostituição no país não é crime e qualquer puta pode enfiar o que quiser no seu corpo), “eu dei” (e eu quero saber disso?) e a mais atual, “quero que o mundo acabe em b*****” Estas certamente deveriam fazer parte de processos não com o intuito de censurar a expressão, mas sim de coibir que nossa sociedade, mesmo podre do jeito que está, não se afundar cada vez mais.

Mas infelizmente creio que isso não irá acontecer principalmente em época de eleição inclusive para a Furacão 2000 ou os produtores do hit, afinal não podemos desagradar aqueles que direta ou indiretamente financiam campanhas e colocam deputados e vereadores nas câmaras de todo o país. Seria uma lástima para os dignos representantes do povo brasileiro que senta na garrafa esperando que o mundo acabe em…

Fique de olho (ou ouvido)

Sibel - The Diving BelleEla foi a segunda no Idol Show 2005 da Suécia e acaba de lançar seu primeiro CD. Nascida na Macedônia (sabe onde fica?) e de descendência turca, Sibel começa a agradar ouvidos de todo o mundo, além de ser uma gracinha.

Fique de olho (ou de ouvido, como queira).

BorderFX – Nova versão

Existe um plugin para Aperture que sou apaixonado (dentre outros que são muito bons). É o BorderFX que permite ao usuário com alguns cliques criar as mais diversas bordas em fotografias, colocar mensagens de copyright, redimensionar, etc, etc, etc. Sensacional mesmo.

BorderFX

Esta nova versão (1.1.0) possui suporte completo a versão 2.x do Aperture corrigindo alguns problemas que existiam na versão anterior. Além disso foram adicionados novos parâmetros na parte de impressão de textos e copyrights nas fotografias.

O download pode ser realizado clicando-se aqui.

Agora, se você não usa Mac, azar o seu. Vá comprar um Photoshop para usar neste seu Windowzinho meia boca porque Aperture para este SO, demooooora :-)

Ai sampa!

Trânsito em SampaAcabei de chegar de uma maratona em sampa. Meu amigo, aquilo é coisa de louco mesmo. Quanta desordem, quanto carro, quanta gente. Acho que não mais sirvo para estas coisas de doido. Meu negócio é ficar em casa escrevendo e fazendo código (por enquanto) até o dia de mudar para a casa nova no meio do mato. Depois, PT saudações.

Mas não foi de todo ruim. Um encontro com um grande amigo de longa data fez-me esquecer destas mazelas e vislumbrar coisas novas que virão dentro em breve. Aguarde as novidades.

Agora, cama porque ninguém é de ferro, principalmente eu.

Para pensar na cama

Em época de IR, que contradição.

Vai transar? O governo dá camisinha.

Já transou? O governo dá a pílula do dia seguinte.

Engravidou? O governo dá o salário-maternidade e 180 dias em casa.

O filho cresceu? O governo dá a Bolsa Família.

Tá desempregado? O governo dá Bolsa Desemprego.

Vai prestar vestibular? O governo dá a Bolsa Cota.

Não tem terra? O governo dá o Bolsa Invasão

Agora, experimenta trabalhar prá ver o que acontece.

Precisa acabar mesmo

Logo ONUA ONU homenageou hoje Sérgio Vieira de Mello, diplomata brasileiro morto em um ataque à sede da ONU em Bagdá no ano de 2003. Na homenagem o atual secretário-geral Ban Ki-moon rasgou a seda para o brazuca que, dentre outras coisas, preparou os caminhos para a independência de Timor-Leste.

Em seu discurso o secretário afirmou que a ONU tem por obrigação “cumprir as missões inacabadas” de Mello. Se assim o é, está na hora de resolver a crise em Timor, caso contrário a perna vai ficar manca. É esperar para ver (mas não muito).

Mais um

CandlesPois é, então anteontem fiquei mais experiente. Como o tempo passa. Estava recordando coisas do ano passado, da década passada, do século passado e fico imaginando o que vem pela frente. Lembro-me de meu velho que lá em meados da década de 80, em seu escritório martelando sem trégua sua IBM 82C, comentava seus devaneios que um dia nossa sociedade teria computadores interligados em uma grande rede onde seria possível se comunicar rapidamente e trocar informações em qualquer lugar do mundo. Não sei se era visionário ou se exercitava alguma capacidade acima do normal. O resultado hoje está aí, esta enorme rede que liga tudo que é buraco do planeta.

Mas lembro-me de coisas recentes também, como por exemplo, o almoço de comemoração desta data em Dili, Timor Leste, ano passado. Tinha tirado o braço do lugar pela décima vez e estava enfaixado, parecendo um maneta. Até o apelido lembro-me: Horácio. Só por causa das mãos caídas e o braço curto igual ao personagem de Maurício de Souza. Cada coisa!

O mais interessante dos anos passarem é poder fazer coisas novas, diferentes e inéditas a cada dia. Muitos reclamam que estão ficando velhos e coisa do tipo. Eu não. Adoro ver os dias completarem seu ciclo de começar e terminar. Pior mesmo seria se eles não acabassem. Não teríamos amanhã e aquela esperança que nasce sabe Deus onde dentro da gente de que o dia seguinte será melhor, não existiria. Não consigo imaginar coisa pior que isso: não existir amanhã.

Enfim, mais experiente porque velho é seu preconceito ;)

Obrigado aqueles que lembraram da data de uma forma ou de outra. Claro, muitos não poderiam e mesmo aqueles que saibam e não cumprimentaram, não fico triste. Compreendo que, como os dias, pessoas vem e vão.  Então, que venham mais 365 dias.

Foto na mídia

Ontem foi publicada uma reportagem sobre um livro organizado por um ex-aluno da Unicamp – Universidade Estadual de Campinas que será usado em Timor Leste para a formação de professores daquele país. O bacana além da reportagem é que a foto ilustrativa da matéria é de minha autoria clicada na Defensoria Pública de Dili em janeiro de 2007.

Legal, gosto desta foto.

Primeira página do site da Unicamp com foto do Timor

Regulamentar a informática?

Se você é da área de informática, não deixe de ler e comentar meu último artigo da coluna Linha de Data sobre a questão da regulamentação da área proposta por um projeto de lei do senador Expedito Junior. Ele certamente vai dar o que falar.

O artigo pode ser lido na íntegra clicando-se aqui.