CQ CQ nostalgia

Amateur RadioMuitos sabem que trabalho com informática e que tenho como hobby a fotografia. Mas poucos sabem que trago comigo um outro hobby que está em estado de dormência mas que caminha comigo há 20 anos. No meio de tudo o que faço, também sou radioamador.

Para quem não sabe, radioamador é aquele aficcionado por comunicações via rádio e que podem ser realizadas por diversas maneiras (modos) diferentes (e não o nome do equipamento, pelo amor de Deus!!!). Tem a comunicação por HF, or VHF, comunicações em CW ou telegrafia (sim, isso ainda existe! … – – -…), por satélite, com pouca potência (QRP), com pouquíssima potência (QRPP) e até por reflexão lunar (o sinal bate na Lua e volta para a Terra). Cada uma com um desafio diferente, um prazer diferente.

Com esta “brincadeira” fiz contato com 134 países diferentes (na minha última contagem) dos quais guardo as confirmações (cartões de QSL) ainda comigo e que vez enquando vejo-os para recordar. Tempo bom aquele.

E hoje bateu a nostalgia. Depois de um dia duro de trabalho dei uma passada no Mercado Livre para pesquisar alguns equipamentos de minha época. Lá achei um Delta antigo (máquina linda), um Yaesu 101-E (que máquina!) e até mesmo uma Mac L-200. Claro, achei os “sonhos” da época também; um TS-450 e até mesmo um 850SAT, máquina da Kenwood cobiçadíssima mas que estava muito aquém de minhas posses então.

Nesta volta ao tempo, procurando em meus CD’s achei o curso de telegrafia de meu padrinho de CW e ex-combatente da FEB na Itália, Diniz PY2NX (falecido ano passado) e botei no micro. Que delícia ouvir o som do manipulador de um cara que tinha nada menos que 40 anos de telegrafia nas costas. Exaltante!

Voltei a realidade mas com um gosto de levantar a estação novamente. Hoje, ao contrário do começo que fazia DX com um Cobra 148GTL e o varal de metal de minha mãe (isso mesmo, uma dipolo meia onda) ou monta antenas quadra-cúbicas com arame e cano de pvc (eram verdadeiras bazucas radiofônicas), posso adquirir muitos dos sonhos que tinha naquela época. Mas ainda não é tempo. Radioamadorismo requer dedicação, tempo e principalmente paciência, três coisas que andam me faltando nesta época de empresa nova. Quem sabe daqui algum tempo não volto a fazer barulho com o PU2UTC nas frequências do éter?

CQ CQ nostalgia!

1 Comentário

Adicione o seu

  1. Carlos Banin

    09/06/2010 — 00:02

    Paulinho, também tive a honra de conhecer o PY2NX, vc comenta sobre um CD de aulas de telegrafia, fiquei interessado, tem como disponibilizar para cópia?

    abraços

    Banin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − oito =